20130508155128_20130508_077LB_BF

Edio Lopes será o relator da Defesa e Justiça no Orçamento de 2018

Deputado foi designado um dos relatores setoriais da Comissão Mista de Orçamento Foto: Câmara dos Deputados/Lucio Bernardo Jr.

A Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) do Congresso Nacional designou nesta terça-feira (13/06) os relatores setoriais para o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2018.

O deputado federal Edio Lopes (PR/RR) foi escolhido para relatar a área temática de Defesa e Justiça, que abrange as propostas orçamentárias dos ministérios da Justiça e Segurança Pública e da Defesa.

Para o deputado Edio Lopes, os investimentos na área de defesa e justiça são de extrema importância para o crescimento e fortalecimento do país. “O Brasil passa por um momento crítico e que precisa de ações específicas que fortaleçam suas estruturas visando a retomada do crescimento. Os orçamentos das três forças militares nacionais (Marinha, Exército e Aeronáutica) estão inseridas nesta relatoria que iremos desempenhar. Só isto já seria uma grande responsabilidade para mim, mesmo porque, tanto o orçamento para despesas com pessoal das três armas, como para manutenção e aquisição de material bélico e outros investimentos estão dentro deste contexto, assim como no Ministério da Justiça podemos citar o quadro de pessoal e investimentos da Polícia Federal e as demais instituições de segurança pública do país”, afirmou.

Para reforçar a importância desta relatoria, a Proposta Orçamentária para 2017 apresentada no ano passado, consignava dotação total de R$ 106,6 bilhões para os dois órgãos (Ministério da Defesa e o então Ministério da Justiça e Cidadania). Dos quais R$ 93,3 bilhões (87,5% do total) para o Ministério da Defesa e R$ 13,3 bilhões (12,5% do total) para o então Ministério da Justiça e Cidadania.

Edio Lopes lembrou que esta é uma área temática de importância para a região Norte. No Ministério da Defesa, por exemplo, é onde se encontra o Programa Calha Norte, responsável por desenvolver várias ações e obras de infraestrutura na Amazônia e que recebe muitas emendas de parlamentares da região.

Além disso, no Ministério da Justiça e Segurança Pública, estão todas as ações e programas que envolvem o reaparelhamento de instituições de segurança. O parlamentar defende, entre outras prioridades, a necessidade de estruturar as guardas municipais na região, para que possam ser mais atuantes principalmente em localidades afastadas dos grandes centros.

O parlamentar citou a situação de municípios como Mucajaí e Caracaraí, em Roraima, que tem suas guardas civis, mas que necessitam de apoio de estrutura material e tecnológica para desempenhar suas atividades, colaborando, inclusive, para minimizar os crimes que são cometidos não apenas na região, mas também na capital Boa Vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *